É fato que o ser humano prima pelo bem-estar. Quem não gosta de estar em paz consigo mesmo, com a tranquilidade de deitar a cabeça no travesseiro sem preocupações, ter uma noite de sono agradável e acordar descansado para iniciar um novo dia?

Mas isso só é possível se você estiver em harmonia consigo mesmo, respeitando o tripé fundamental do seu Ser, para não bambear e cair.

Falaremos sobre cada um desses pilares de sustentação do bem-estar, a fim de que você esteja mais consciente se algum deles está enfraquecido na sua vida e necessita de maior atenção. Essa tríade está interligada e o desequilíbrio de uma delas certamente afetará as outras duas.

1 – CORPO

Nosso corpo é o veículo físico de manifestação do Espírito. Através dele, podemos interagir com o mundo físico na 3ª dimensão, que é a Terra, lugar onde vivenciamos as experiências necessárias para os nossos atuais aprendizados.

Você já deve ter ouvido a expressão “o corpo fala”. De fato, seu corpo fala com você a todo instante, especialmente quando algo não vai bem. O ser humano é um organismo complexo, subdividido em células, tecidos, órgãos e sistemas. Quando sentimos dor, ou desconfortos de ordem física, recebemos do corpo um sinal de alerta para identificarmos o que fizemos ou estamos fazendo de errado.

É sua a responsabilidade de cuidar do seu veículo físico, dando a ele a manutenção que necessita para funcionar adequadamente, através de uma alimentação saudável, hidratação adequada (bebendo água essencialmente), e exercitando-o. Nosso corpo foi criado para mover-se e não para ficar parado. Por isso, é essencial trabalharmos o movimento, com caminhadas, alongamentos, trabalhando a flexibilidade e resistência. Fortalecer os músculos é muito importante, pois impede, inclusive, que forcemos as articulações. Suas juntas agradecem! Percebe que, ao cuidamos de nosso corpo de maneira está saudável, diminuímos as chances de adquirirmos doenças, sem falar que proporcionamos a nós mesmos um desenvolvimento com maior força, resistência e longevidade? Quem não quer ter uma velhice com o corpo saudável e resistente?

Particularmente gosto muito do livro Linguagem do Corpo, da autora Cristina Cairo. Ela aborda de maneira muito direta as somatizações, apontando a causa mental. Normalmente essa causa está relacionada à maneira como conduzimos a nossa vida, seja nos boicotando, sendo controladores demais, não sabendo nos expressar, ou não sendo flexíveis, ou reprimindo demais nossos sentimentos etc.

São várias as possíveis causas das somatizações. Obviamente livros e artigos não esgotarão o assunto, pois cada caso é único e seria necessária uma avaliação individual para identificarmos as origens dos desequilíbrios energéticos do corpo que podem causar uma reação no físico de cada pessoa. Somos um grande e complexo condomínio espiritual. Isso significa que devemos sempre levar em consideração também as influências de nossas experiências passadas, registradas em nossa mente espiritual. Portanto, estamos também sujeitos a esses ajustes cármicos e necessidades de aprendizado, cuja ação pode incidir diretamente em nosso corpo físico, dependendo do caso.

Portanto, preste atenção nos sinais que o seu corpo lhe dá e oriente-se com um Terapeuta, ou mesmo através de literatura disponível sobre os possíveis significados desses desajustes, de modo que você consiga entender o processo pelo qual você está passando, e fazer o possível para buscar o equilíbrio.

2 – MENTE

A mente representa a sua consciência e a sua vontade. Através da mente nós pensamos e fazemos escolhas a cada instante de nossa existência. É impossível não fazer escolhas. Decidir não escolher também é uma escolha. As escolhas são necessárias, pois representam o nosso livre-arbítrio e a capacidade que temos de aprender e, assim, evoluir.

Nossos aprendizados se consolidam quando interagimos com o mundo. E o modo como reagiremos frente às experiências que tivermos é que mostrará o quanto nossa mente é capaz de ser resiliente, ou seja, de refletir sobre a situação até o ponto de entendê-la, sem se abalar.

Neste contexto, o corpo humano pode tornar-se um catalizador, um fio terra, de drenagens energéticas provenientes dos desajustes da mente. Ou seja, se não conseguimos resolver uma questão que abala nossos pensamentos, a probabilidade, ou tendência, de somatizarmos essa situação é muito grande, como já vimos. A somatização é o sinal que o corpo envia para nos avisar que não estamos conseguindo lidar bem com alguma situação em nossa vida. Trata-se, portanto, de um processo mental, e levará maior ou menor tempo para uma somatização ocorrer, conforme a intensidade do foco dos nossos pensamentos nessa mesma questão.

A meditação é uma prática fundamental para serenar os pensamentos e acalmar a mente. Através da meditação conseguimos nos conectar com nossa essência, nosso Eu Superior, ou Eu Espírito, puro e sábio, centelha divina, para receber as intuições que nos permitirão trilhar nossa jornada com maior segurança e sabedoria. Através de uma mente tranquila e confiante, é possível estabelecer equilíbrio das emoções e restabelecer o bom funcionamento do nosso corpo, enviando a ele sinais sinápticos de que tudo está em ordem. A meditação é um grande preventivo das somatizações. Mente sã, corpo são.

3 – ESPÍRITO

Nosso espírito é o ser puro e divino. O Espírito nos conduz pela jornada do aprendizado, proporcionando-nos tudo aquilo que necessitamos para evoluirmos. Durante o processo de expansão da mente do Criador, nós, como projeções da divindade aqui na Terra, passamos por experiências inúmeras que nos conduzem à sabedoria. E a prática da espiritualidade nos permite discernirmos nossas ações para a tomada de decisão com maior consciência das suas consequências.

Ao adotarmos práticas espirituais a fim de nos sintonizarmos com nosso Espírito, entramos em contato com a nossa essência, e permitirmos ser quem nós verdadeiramente somos, seres divinos e criadores da própria realidade. Através do Espírito, conseguimos entender de que forma escolher mais sabiamente durante a nossa jornada na Terra para cumprimos a nossa missão individual com sucesso.

Durante nossa jornada, o Espírito, que já passou por tantas e tantas experiências e as mantém em registro, simplesmente sabe aquilo que precisamos aprender. O Espírito é, essencialmente, amor divino e não nos poupará de aprendizados duros, ou sofridos, se apenas desta maneira conseguirmos aprender uma lição. Pois o Espírito sabe que é eterno e que muito ainda irá experienciar pela frente. Portanto, entende também que a lição só é aprendida quando é vivenciada e que não mais precisaremos desta ou daquela lição quando as escolhas que fizermos relacionadas a elas não prejudicarem a nós mesmos e aos outros.

Ao desenvolvermos nossa espiritualidade, permitimos nos conectar com o mundo de uma maneira empática, entendendo que o resultado de nossas ações afeta a tudo e a todos. E, ao entendermos, mais cedo ou mais tarde, que tudo, absolutamente tudo, está conectado e o que verdadeiramente importa é o amor compartilhado entre todos os seres para a convivência em harmonia, então estaremos no caminho correto e os aprendizados ocorrerão de forma mais harmônica em nossa vida. Pois é a nossa mente quem acredita e sofre por acreditar que o aprendizado deve ocorrer na dor, não o Espírito. Este, a todo instante nos intui e nos conduz ao aprendizado no amor.

Corpo, Mente e Espírito estão interligados, conectados e necessitam um do outro para expandir em experiência e sabedoria. Através do corpo, o espírito pode manifestar a mente e as emoções, para interagir com o mundo e com outras mentes em expansão, todas em conjunto por um único objetivo, crescer no amor e conviver em harmonia, ajudando uns aos outros a viverem e lembrarem de quem realmente são: seres divinos, capazes de criar uma realidade de luz e paz para si mesmos e para o mundo inteiro.

 

Fernando H. G. de Oliveira
Terapeuta

 

“De todos os conhecimentos possíveis, o mais sábio e útil é o conhecer a si mesmo”
(William Shakespeare)

Comentários

comentários