Prezados irmãos,

Estamos diante de ondas de ataques fortíssimas ao ministério público. Orem incessantemente pelo seu país para que as questões tão debatidas sejam solucionadas a contento, com o objetivo de descortinar os malfeitos e punir, segundo as leis divinas a quem for de direito. Queremos uma pátria unida e bem informada. Queremos que seus governantes se tornem pessoas de bem e retifiquem suas faltas. Chega de sofrimentos.

Já não dá mais para garantir conforto e segurança às famílias brasileiras enquanto se mantiverem impunes as faltas cometidas contra os cidadãos de bem. Descortinar as injustiças que assolam o Brasil é colocar em xeque a ação de políticos corruptos e representantes das classes menos favorecidas que tiram vantagens do próprio povo que representam. É hora de agir em prol do bem comum. Orem por seus filhos, que se tornarão políticos um dia.

A política, meus irmãos, não é corrupta. A política é necessária nos tempos atuais para ouvir e se fazer ouvir, para garantir as melhorias das massas, em se tratando de conhecimento, educação, saúde e bem estar, desenvolvimento social para todos. Corruptos são aqueles que administram de forma insuficiente o dinheiro público e usam com imperícia os recursos preciosos que tirariam a fome e a miséria dos cidadãos de bem.

Muitos cidadãos estão hoje encarnados para ajudar o país a sair da pobreza e para dar alento aos cidadãos de bem que necessitam suprir as carências afetivas e emocionais. Estão diante de tempos difíceis, em que a política do Brasil volta os olhos para a corrupção, enquanto o resto do mundo volta ao olhos para a guerra.

São tempos de perdão, de compreensão e de muito, muito aprendizado. Todo aquele que fecha os olhos para essa oportunidade, sabe que a oportunidade que chega passa tão rápido e pode não retornar mais na mesma medida, cabendo ao encarnado aceitar as condições em que ela se apresentar futuramente, podendo ser ainda mais severa, para que o aprendizado se consolide mais fortemente.

Por isso digo, meus irmãos: penitência. Ouçam uns aos outros. Conversem. Entendam o momento em que estão vivendo e participem ativamente como agentes emissores da verdade e da palavra divina. Necessitamos de pessoas capazes de transmutar as energias maléficas que orbitam todos os lugares. Tratam-se de energias provenientes de maus pensamentos, formadores de uma nuvem densa que sobrevoa toda a humanidade.

Os médiuns videntes sabem bem do que estou falando. Basta olhar para o alto e ao redor. Poderão ver e distinguir perfeitamente a massa energética negativa que paira sobre a humanidade e especialmente sobre a multidão nas manifestações e sessões no plenário. Está na hora de transmutarem essas energias. Canalizarem bons pensamentos e energias positivas, luz, para contrapor a massa energética deletéria que sobrevoa o mundo.

Façamos preces constantes em prol da humanidade e a favor dos escolhidos para gerir as questões políticas do país. Seu país necessita de paz. E a paz só pode ser alcançada com amor, perdão, compreensão e muita luz para iluminar os pensamentos daqueles seres indicados por Deus para fazer aplicar a justiça divina através da justiça dos homens, aplicando o que bem entendemos como a Lei do retorno.

Nada, meus queridos, absolutamente nada é por acaso. O Brasil tem os governantes que merece, pois o povo brasileiro acumula, de épocas remotas, cada um com suas tendências, karmas coletivos. E eles estão sendo aplicados neste instante, com vistas a cobrar e retificar os erros do passado. Portanto, peçam perdão, por si mesmos e pelo próximo, para atenuarem os acontecimentos futuros que estão relacionados à questão política, tão presente e influente nos dias atuais.

Rezem, meus irmãos. Orem por si mesmos e pelo próximo. Só o amor constrói.

Carta do Espírito das Luzes ao povo brasileiro.
Local e data: São Paulo, 14/09/2016
Canal: Fernando

 

Comentários

comentários