Aos Irmãos de Coração,

Aqueles que entendem mais sobre os fluxos energéticos – especialmente aqueles irmãos com vidência – sabem que nem todos os irmãos operam através do mesmo Chacra. Sabido é que todos possuem o seu sistema de Chacras, sistema este que está em evolução e já não é mais o mesmo sistema que conhecem, com novos chacras já sendo ativados nos corpos de muitos. Não obstante, focarei aqui em um chacra específico, que consta em ambos os sistemas: o Chacra Cardíaco.

Como mencionado, cada irmão tem um Chacra que costuma ser – em determinadas fases e de acordo com o propósito e nível vibracional de cada um – o que chamamos de Chacra Primordial.  É o chacra através do qual aquele irmão processará a maior parte das informações, e por consequência, o chacra mais afetado quando há um grande distúrbio energético no planeta. Entendam que isto nada tem a ver com as qualidades já conhecidas de cada Chacra. É uma regência que ainda poucos entendem, mas que se aplica a todos vocês.

Chacra Cardíaco como Chacra Primordial

Ascensão EspiritualMuitos de vocês, e são aqueles aos quais me dirijo neste artigo, tem como Chacra Primordial o  seu Chacra Cardíaco. Para estes, adianto que a passagem por este período turbulento planetário não será uma tarefa fácil. Pois tudo sentem em seus corações, mesmo aqueles eventos que lhes fogem aos olhos. São capazes de sentir a dor do mundo, de forma que irmãos menos sensíveis jamais entenderão. Sentem também, a dor dos indivíduos, sendo-lhes difícil por vezes discernir o que é de vocês, e o que não lhes pertence.

Palpitações e sensações de angústia os assolam, e não o sabem o porque. Aqui falamos aos Trabalhadores de Luz, aqueles que encontram-se em seu equilíbrio, apesar da constante busca por aperfeiçoamento. Há uma diferença entre as palpitações que um irmão Trabalhador de Luz capta do ambiente, das palpitações que irmãos realmente em desespero criam. E aqui, queremos auxiliar-lhes, a não só identificar as sutis diferenças, mas também em como abrandar, dentro do que for possível. Também lhes explicaremos o porque de passarem por tantas angústias, e qual é o seu papel nesta transição.

Primeiro, a identificação. Aos que tem visão, lhes será possível ver que estas sensações vem de fora, através de pequenos dutos que conectam-se ao seu chacra cardíaco. São minúsculos, e não concretos. Não fixam-se permanentemente, como os cordões energéticos que já conhecem. Tem uma efervescência, e por vezes diluem-se em poucos segundos, no mais tardar em minutos. Mas são muitos, fazendo um movimento constante, com a substituição dos que se diluem, por novos. Envolvem os Irmãos à que me dirijo, vindos de várias partes, mas acham entrada apenas pelo seu Chacra Cardíaco. Tem cores diversas, mas muitos alteram suas cores para o rosa e o violeta, ao aproximar-se de seu chacra, antes de serem dissolvidos.

Esses eflúvios que lhe são direcionados, em doses homeopáticas, chocam-se com suas Auras de Luz, e dissolvem-se. Não pertencem à uma pessoa especifica, são oriundas de uma grande massa que é concentrada por afinidade, e depois diluída para ser distribuída e transmutada por vocês, voluntários. A transmutação destas energias que chegam aos seus corações, nada mais são que parte dos trabalho de limpeza energética a que se voluntariaram. São conexões que foram consentidas pelo seu Eu Superior. São parte de sua missão aqui na Terra. Comprometeram-se a auxiliar na transmutação das dores alheias.

Muitos mentores de Luz acompanham a distribuição destas densas nuvens de carga energética, que são distribuídas à um exercito de Trabalhadores de Luz, que optaram por vir com a missão de usar seu amor na transmutação das dores alheias. Não é uma missão para vida toda, alguns prontificam-se a passar por ela por períodos, havendo um rodízio entre os trabalhadores, mas alguns a escolhem desde o nascimento.

Para os que não tem visão, fica mais difícil a identificação, mas aqui explicarei algumas características deste tipo de dor, através de seus gatilhos. Para os Trabalhadores de Luz, a angústia costuma surgir mais intensa após períodos de imensa alegria e amor. Isto é o contrário do funcionamento comum às dores próprias, que vem após períodos de insatisfação e eventos considerados negativos. Isto ocorre porque seus momentos de alegria e amor, assim como a gratidão e a fé, os fazem fortes, e numa movimentação energética inteligente, os eflúvios densos que precisam de transmutação são então automaticamente direcionadas à vocês com mais intensidade, pois tendes a capacidade de curá-los. Sei que parece penoso que seus momentos de mais alegria atraiam estas angústias que não lhes pertencem, mas saibam que se assim ocorre, é porque escolheram passar por isso, pois o amor que tendes por seus Irmãos é tão grande quanto o amor que tendes para si.

A forma de abrandar é simples: mais amor. Se sentirem uma angústia que não lhes pertence, intensifiquem o amor e o a oração. Peçam que esses eflúvios sejam transmutados, de forma que seus irmãos que ainda não tem as técnicas e o conhecimento que já tens, possam sentir a carga mais leve, pela simples transmutação de parte das cargas negativas que estão na atmosfera.

São bravos, vocês que escolheram ajudar com seus corações. Seus Chacras Cardíacos sofrem, mas não de forma a debilitar-se, pois é um sofrimento que existe apenas em suas percepções mentais. A verdade é que, quanto mais for transmutado, mais terão a capacidade de transmutar. Como um grande gerador de amor, de forma que com o tempo, seu gerador estará tão forte, que toda angústia que passar por vocês será transmutada sem que as sintam. É apenas parte do processo, este início penoso. Estão em fases diversas, cada um de vocês, e quanto mais se fortalecem, menos precisarão sofrer os efeitos da transmutação que não lhe são agradáveis.

Aqui me despeço. Fiquem em paz, guerreiros do coração. Que a cada um que esta mensagem atingir, receba uma grande bolha de amor, direto no coração, como a nossa benção e agradecimento por toda ajuda. Sejam firmes, sejam amoroso. Que a paz do Mestre Jesus esteja com vós.

Acácio, dos registros akashicos sobre Sistemas Energéticos e Mecanismos de Transmutação – Seres Humanos. Membro da Fraternidade Branca Universal.

Autor/Fonte: Acácio, da Fraternidade Branca Universal
Local e Data: São Paulo, 06/05/2016
Canal: Mirela

Comentários

comentários